Interação Inteligência-mídia

os casos BND, CNI, E Mossad

  • Luciano Gongzarowska
Palavras-chave: Serviços de Inteligência; Mossad; BND; CNI; mídia

Resumo

A relação entre serviços de Inteligência e a mídia é complexa pela natureza das duas atividades: uma essencialmente secreta, a outra essencialmente pública. É dessa relação que se origina a pergunta-problema: como serviços de Inteligência projetam boa imagem institucional, se o serviço é secreto? Este trabalho analisa o modelo de interação entre as Inteligências alemã, espanhola e israelense e suas respectivas mídias por meio do estudo de fontes bibliográficas, da pesquisa em imprensa, da legislação local sobre Inteligência e liberdade de imprensa e das manifestações de ex-servidores. A forma como se desenvolvem os modelos de relacionamento depende do contexto político-social de cada país, do convencimento da sociedade acerca da importância da Inteligência e das prerrogativas e dos instrumentos legais à disposição. Esta pesquisa conclui que a conquista de imagem institucional positiva pelas Inteligências usa de manutenção de contatos privilegiados com membros especializados da mídia, vazamentos controlados e esforços de comunicação com o sistema político.

Referências

EISIN, M. The Israeli Intelligence Community and the Media. Journal of Intelligence History, v. 9, n. 1–2, p. 9–14, 2008.

ESPANHA. Lei 11, de 06 de maio de 2002. Regula o Centro Nacional de Inteligência. Disponível em https://www.boe.es/buscar/act.php?id=BOE-A-2002-8628. Acessado em 16 de outubro de 2023.

ESPANHA. Lei Orgânica 2, de 06 de maio de 2002. Regula o controle judicial prévio do CNI. Disponível em https://www.boe.es/buscar/act.php?id=BOE-A-2002-8627. Acessado em 16 de outubro de 2023.

ESPANHA. Lei 9, de 5 de abril de 1968. Sobre os segredos oficiais. Disponível em https://www.boe.es/buscar/act.php?id=BOE-A-1968-444 . Acessado em 16 de outubro de 2023.

FERNÁNDEZ, A. M. D. The Intelligence Services and the Mass Media in Spain. Journal of Intelligence History, v. 9, n. 1:2, p. 89–104, 2012.

FERNÁNDEZ, A. M. D. Spies and security: Assessing the impact of animated videos on intelligence services in school children. Média Education Research Journal, v. 56, n. XXVI, p. 81–89, 2018.

HESS, S. German Intelligence Organizations and the Media. Journal of Intelligence History, v. 9, n. 1–2, p. 75–87, 5 out. 2012.

HULNICK, A. Openness: Being Public About Secret Intelligence. International Journal of Intelligence and CounterIntelligence, v. 12, n. 4, p. 463–483, 2010.

INGELMO, P. El yihadismo nos acabará llevando a la israelización. Diário de Cadiz, 29 jul. 2016.

JOHNSON, L. The CIA and the Media. Intelligence and National Security, v. 1, n. 2, p. 143–169, 1986.

LAZARO, F. España: 1.200 agentes a la lucha antiyihadista. El Mundo, 20 nov. 2015.

MAGEN, C. Strategic Communication of Israel’s Intelligence Services: Countering New Challenges with Old Methods. International Journal of Strategic Communication, v. 1, n. 1, p. 269–285, 12 jul. 2017.

MAGEN, C. Mossad directors and the media: a historical perspective. Journal of Intelligence History, v. 13, n. 2, p. 144–160, 2014.

MAGEN, C. The Israeli Mossad and the media: Historical and theoretical perspectives. Public Relations Review, v. 39, p. 111–123, 2013.

NUMERIANO, R. Serviços secretos: a sobrevivência dos legados autoritários. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2011.

REPÚBLICA FEDERAL DA ALEMANHA. Für eine starke Demokratie und ein sicheres Deutschland, 27 out. 2021.

ROLDÁN, F. S. Opinión e Inteligéncia. Instituto Español de Estudios Estratégicos, n. 45, p. 1–4, 2012.

RUEDA RIEU, F. Las fuentes del periodismo de investigación sobre el servicio de inteligencia CNI. Estudios sobre el Mensaje Periodístico, v. 20, n. 1, p. 539-555, 2014.

SHPIRO, S. The Media Strategies of Intelligence Services. International Journal of Intelligence and CounterIntelligence, v. 14, n. 4, p. 485–502, 10 nov. 2010.

SCHMIDT-EENBOOM, Erich: Undercover. Colônia/Alemanha: Kiepenheuer & Witsch, 1997.

SCHIMIDT-EENBOOM, Erich: Schnüffler ohne Nase: der BND – die unheimliche Macht im Staate. Düsseldorf: Econ, 1993.
Publicado
2023-10-27
Como Citar
GONGZAROWSKA, L. Interação Inteligência-mídia: os casos BND, CNI, E Mossad. Revista Brasileira de Inteligência, n. 18, p. 247-266, 27 out. 2023.